domingo, 6 de agosto de 2017

PÉS dos DIABÉTICOS. SAIBA COMO TRATAR DE FORMA NATURAL. - frieiras, rachaduras, calos, bolha, feridas ou tumorações.


PÉS dos DIABÉTICOS. SAIBA COMO TRATAR DE FORMA NATURAL.



O pé diabético é um termo usado para referir o maior risco que os diabéticos têm de apresentar problemas nos pés, como feridas, trombose, infecções e úlceras. 

Os diabéticos devem ter o hábito de avaliar os pés diariamente, seja na hora do banho ou ao acordar, por exemplo, e preciso procurar por rachaduras, frieiras, cortes, feridas, calos ...

Frieiras: São causadas por fungos que afetam as solas dos pés ou os espaços entre os dedos. É uma micose de pele provocada pelo fungo Tricophyton que afetam as solas dos pés ou os espaços entre os dedos.
A transmissão pode acontecer em locais contaminados como pisos de banheiro ou vestiários de piscina e praia, por exemplo. Sugere- se o uso de chinelos nestes locais.

Rachaduras: A rachadura nos pés surge quando a pele está muito  seca. Para prevenir que aconteçam, mantenha seus pés bem hidratados com o Dermas Creme que hidrata e trata a pele com seus sais minerais. Passar nos pés após o banho e antes de dormir.

Calos: Os calos surgem devido ao espessamento da pele pouco hidratadas e em locais que sofrem uma pressão maior. Para prevenir e tratar mantenha o local bem hidratado. Idem às rachaduras.

Bolhas: As bolhas nos pés surgem devido ao atrito entre a pele e o sapato ou a meia, ou quando se anda descalço. O atrito faz com que a camada mais externa da pele se descole da camada mais interna e esse espaço é normalmente preenchido com líquido. Após o banho passe levemente um algodão embebido com o P10.

A bolha não deve ser estourada, pois o risco de infecção é grande. Se a bolha estourar sozinha, é importante não retirar a casca porque ela protege a pele de infeccionar. Continue passando levemente o algodão embebido com o P10 até secar.

COMO TRATAR e PREVENIR ESSES PROBLEMAS de FORMA NATURAL
 Tenha no seu banheiro o P10, o Dermas creme e algodão. Colocando abaixo como adquirir.

- Após o banho seque bem seus pés. Pingue o P10 nos locais que estão com frieiras, rachaduras, calos, bolhas, feridas ou tumorações. Muito bom em todos os problemas de pele.
 - Espere alguns minutos e passe o Dermas Creme nos locais afetados.

O ideal é usar um papel absorvente para secar entre os dedos e nos locais afetados para não contaminar a sua toalha de banho

Este tratamento é eficaz tanto na frieira aguda como na frieira crônica, nas rachaduras, calos, bolhas, calos e em todos os problemas de pele.

Para evitar a recontaminação:
- Trocar suas meias diariamente e pulverizar com o P10 antes de lavar.
- Ao tirar os sapatos pulverize dentro deles. Use um pulverizador pequeno e coloque 1/e copo de água e 2 tampinhas de P10.

Para colaborar:
- Sempre que possível usar meias de algodão e ficar sem sapatos fechados para acelerar a cura. Usando a ELETROTERAPIA - GFU sua cura será também interna. Os resultados serão muito eficientes. Seu uso trata seu sangue, células e órgãos. COMO JÁ COLOCADO EM VÁRIOS ITENS DESSE BLOG, O DIABÉTICO TEM MAIS FACILIDADE PARA ADQUIRIR FUNGOS, BACTÉRIAS, PARASITAS E DEMAIS MICRO ORGANISMOS QUE CAUSAM DOENÇAS PORQUE TEM UM SANGUE MUITO ÁCIDO.

- Usar sapatos confortáveis e que tragam segurança durante a caminhada.

- As mulheres devem preferir saltos baixos e quadrados, que fornecem um melhor equilíbrio para o corpo.

- Evitar calçados de plástico, de ponta fina ou apertados.

- Trocar os sapatos durante o dia vai ajudar que seus pés não sofram a pressão e o desconforto do mesmo sapato por muito tempo.

- Usar chinelos quando for tomar banho de locais públicos e não partilhar toalhas, meias e sapatos.

Como adquirir esses 2 produtos pelo PagSeguro e pagar um único frete.
Clicar em:

Clicar no PagSeguro do P10. Aparece a página do PagSeguro.

Clique em " Continuar comprando " volta para a página do blog e é só clicar no PagSeguro do Dermas Creme.
Dessa forma você paga um único frete.

Para comprar junto o GFU: Ao terminar sua compra dos produtos, clique em continuar comprando e clique no PagSeguro do GFU que está na lateral direita do blog.

Em LUZ e AMOR
Dúvidas? helofontoura@hotmail.com
Fico a sua disposição

Helô

sábado, 29 de julho de 2017

FRUTAS COM MENOS AÇÚCAR.


Quer saber quais frutas terão o menor impacto em seu açúcar no sangue?

Quais frutas são mais baixas em conteúdo de açúcar:

1. Limão
Eles não contêm muito açúcar (apenas um grama ou dois por limão ou lima ).

2. Framboesas
Com apenas cinco gramas - um pouco mais do que uma colher de chá - de açúcar por xícara e muita fibra.

3. Morangos
Os morangos são surpreendentemente baixos em açúcar.. Um copo de morangos tem cerca de sete gramas de açúcar, juntamente com mais de 100% da ingestão diária recomendada de vitamina C.

4. Amoras
As amoras também têm apenas sete gramas de açúcar por copo. Ótimas como antioxidantes e com bastante fibras.

5. Kiwis
Os Kiwis (ou os kiwis) são ricos em vitamina C e com baixo teor de açúcar - com apenas seis gramas por kiwi.

6. Grapefruit ou Toranja
Apenas nove gramas de açúcar na metade de uma toranja de tamanho médio. Existem pesquisas que as toranjas não interagem muito bem com alguns medicamentos. Vale pesquisar.

7. Abacate
Os abacates são  frutas  com baixo teor de açúcar. Um abacate cru inteiro possui apenas cerca de uma grama de açúcar e muitas gorduras saudáveis,

8. Melancia
Uma xícara inteira de melancia em cubos tem menos de 10 gramas de açúcar e são  também uma ótima fonte de ferro.

9. Cantaloupe   
O melão cantaloupe varia em cor desde o amarelo alaranjado até o salmão. Tem alta concentração de Vitamina A. Um copo  contém menos de 13 gramas de açúcar.

10. Laranjas
As laranjas são outra ótima maneira de desfrutar de um lanche doce sem todas as calorias e açúcar e ricas em Vit. C. Uma laranja tem cerca de 12 gramas de açúcar por fruta e menos de 70 calorias.

11. Pêssegos
Os pêssegos podem ser incrivelmente doces, mas com menos de 13 gramas de açúcar em uma fruta de tamanho médio.

Essas 11 frutas de baixo teor de açúcar contêm entre um e 13 gramas de açúcar, mas lembre-se de que o tamanho da porção faz toda a diferença. Uma porção de melancia é apenas uma xícara, de modo que entrar em três ou quatro xícaras de melancia pode facilmente colocá-lo em algum lugar perto de uma lata de refrigerante açucarado em termos de açúcar.

Uma lata de refrigerante de 12 onças tem quase 40 gramas de açúcar e muito pouco valor nutricional.
Claro, todas as frutas contêm muito mais vitaminas, minerais e fibras em comparação com lanches processados ​​açucarados. Alimentos ricos em fibras retardam a digestão, o que significa que seu açúcar no sangue não aumentará tão rapidamente depois de comer fruta. Como com a maioria das coisas na vida, a moderação é a chave.

Isso pode ser um pouco maior que outras frutas, mas tenha em mente que uma lata de refrigerante de 12 onças tem quase 40 gramas de açúcar e muito pouco valor nutricional.

COMO AS FRUTAS FRESCAS AO INVÉS DE SUCOS. 


quinta-feira, 27 de julho de 2017

DEPOIMENTOS DIABETES - DIABETES DEPOIMENTOS


ALGUNS DEPOIMENTOS

Com 2 semanas de uso estou muito bem, e a glicose passou de 270 para 150 no jejum.

A diabetes está completamente controlada, tomando um mínimo de insulina e não tenho mais aqueles desejos de comer, comer e comer.
Não me sinto mais com aquele cansaço que sentia, comecei a andar e atualmente ando diariamente. Obrigada Helô. O apoio recebido foi de muita ajuda.

Comecei a fazer o uso 1 dia sim e pulando 2 dias durante 1 mês.
Após esse 1 mês passei para 1 dia sim e 1 não. Sinto-me muito bem. Percebo vários sintomas diminuindo.  
Minha glicemia foi regularizando e senti vontade de fazer todos os dias. 
E conforme a glicemia vai abaixando o médico vai diminuindo as doses.
 
Acompanhando  paciente diabético ele já está diminuindo suas doses de insulina. Fizemos uma análise e apareceu um desequilíbrio no sistema glandular e o tratamento com o GFU + o suplemento para glândulas AJUDARAM  NO TRATAMENTO 
COMO UM TODO.
 
NOTEI DIFERENÇA NO MEU APETITE, ACALMOU AQUELA COMPULSÃO POR DOCES E  PERCEBO QUE ESTOU COMENDO DE FORMA MAIS CONSCIENTE. ESTOU EMAGRECENDO E TUDO ESTÁ MELHORANDO: PRINCIPALMENTE A GLICEMIA E O  COLESTEROL

Helô procurei o GFU por causa da minha ansiedade. Segundo o endócrino era por causa dela que não se conseguia o controle da glicemia. Estou usando direitinho faz já 2 meses e incrível como já melhorei.

Helô, em pouquíssimo tempo de uso passei a dormir melhor e acordar mais disposta. Com essa melhora na disposição voltei a caminhar.

OI !!! Realmente incrível. Emagreci. Ou como vc. diz...desinchei. Tenho feito na sequencia indicada e em menos de 3 meses a balança me dá 5 kg a menos, mas parece mais. Minha barriga diminuiu e vou ao banheiro normalmente agora. To muito animada. Obrigada pela força.

Quero agradecer pela sua paciência comigo. Hoje percebo como meu humor variava. Como me irritava com facilidade. Eu não entendia nada quando nos conhecemos e aos poucos fui compreendendo essa nova visão. Quase não tomo mais remédios. O médico foi diminuindo os medicamentos para a glicemia e para dormir e agora tirou os para ansiedade. Tenho focado no pH, como vc. sempre brincava comigo...Foca no pH e hoje entendo o porque. Muito bom te conhecer. Muito bom conhecer esse tratamento. bjos.

Oi Helô, tudo bem?
Estamos usando o GFU, cada dia sentindo diferença em melhora em tudo. Nossos exames estão dando tudo normal. Até a glicemia abaixou.

ESTOU DORMINDO MELHOR, REGULANDO O HORÁRIO DE SONO, COMIDO EM HORAS CERTAS E FAZENDO MAIS PEQUENAS REFEIÇÕES. HELÔ A GLICEMIA ESTÁ ABAIXANDO E AS DORES NO CORPO MELHORANDO.

Olá Helo, em primeiro lugar, quero dizer q estou usando o aparelho e percebo algumas mudanças, tipo: 
comecei a emagrecer e as dores e fraqueza nas pernas melhorando dia a dia.

Oi Helô pode colocar em depoimentos: Eu e meu marido melhoramos muito. Fizemos o exame de sangue e nosso triglicérides e colesterol agora estão normais e isso está ajudando no controle do diabetes.

Helô meu triglicérides está voltando ao normal e aos poucos o médico está retirando o medicamento. Estou muito contente. Aquelas vontades de comer alimentos que me faziam mal está diminuindo. Vou marcar uma hora com você para aprofundar nas causas. Oi Helô. Obrigada pela consulta. Realmente ajuda a gente a se conhecer melhor !

- A minha filha estava com Diabetes completamente descontrolado e já está controlando.  Atualmente janeiro de 2017- já não toma mais insulina. 

Oi Helô, agradeço muito seu acompanhamento, suas consultas e apoio muito me ajudaram. Gostaria que vc. colocasse em depoimentos pois as pessoas precisam saber que existem como vc. diz: possibilidades de voltar a ter saúde, pois não podem falar a palavra cura. Estava tomando a lantus 25un por dia, há uma semana não preciso mais. Tomo só 2x dia de galvus met., se tomar a lantus me dá hipo.Estou medindo a glicose 3x dia para melhor controle, da forma que vc. indicou.

 - Retirei uma das insulinas estou diminuindo a quantidade da outra insulina. - 2 meses de uso do GFU e comecei com os suplementos naturais. O creme para as feridas na perna  é realmente muito bom. Médico está muito satisfeito.

Há duas semanas e a glicemia de jejum já abaixou. 

Estou muito bem, e a glicose passou de 280 para 140 no jejum continuo com os medicamentos. Mas o endócrino comentou se continuar abaixando vamos diminuir a medicação!!!

Sofria de compulsão alimentar por doces e chocolate e já não sinto mais essa vontade sem controle. Obrigada por divulgar. Tenho seguido suas publicações no Face e adoro!

Acompanhando paciente diabético ele já está diminuindo suas doses de insulina por recomendação do endócrino.

Retirei, por indicação da minha médica, uma das insulinas estou diminuindo a quantidade da outra insulina. - 2 meses de uso

Oi Helô, com o uso do aparelho o médico, logo com 6 sessões, já diminui a insulina. Interessante fazer a consulta das causas e entender o meu lado metafísico do diabetes. A carta que saiu para mim foi maravilhosa. Fiz certinho o protocolo e atualmente já não tomo mais insulina.

A minha filha estava com Diabetes completamente descontrolado e já está controlando.  Muito rápido esse tratamento.

 - Com 2 semanas de uso estou muito bem, e a glicose passou de 270 para 150 no jejum

- Um paciente meu comprou o aparelho, ele tem diabetes e a filha Giardia desde criança. (atualmente 40 anos).
Eles estão usando a um mês, ela parou de ter coceiras, e não tem mais sentido os bichos dançarem em sua barriga e a diabetes dele está mais controlada. O tratamento está fazendo um efeito mais rápido.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

XAROPE de MILHO - Frutose age no fígado aumentando a produção de triglicérides.



Nos últimos 25 anos, a indústria de alimentos nos Estados Unidos tem alterado o tipo de açúcar utilizado na fabricação de seus produtos. Passou a usar o  xarope de milho rico em frutose, cuja sigla em inglês é HFCS. Ele é mais barato, mais doce, mais solúvel nos alimentos e de mais fácil estocagem que o açúcar tradicional e tem um poder adoçante maior do que o açúcar, podendo ser utilizado em quantidades proporcionalmente menores para alcançar o mesmo poder adoçante", relata Ellen Simone Paiva, endocrinologista e nutróloga, diretora do Centro Integrado de Terapia Nutricional, em São Paulo.
A frutose, presente no xarope utilizado para adoçar os alimentos, é o mesmo açúcar encontrado nas frutas. "Mas o fato preocupante é que a concentração desse açúcar é tão elevada na maioria dos produtos industrializados que é impossível não exceder às recomendações diárias de consumo dessa forma de carboidratos. Aparentemente, a frutose age no fígado aumentando a produção de gorduras chamadas triglicérides, que inundam esse órgão e chegam em grande quantidade à corrente sanguínea", pontua a médica.
Segundo ela, ingerir alimentos produzidos com o HFCS tem o mesmo efeito de se consumir uma refeição com alto teor de gordura. "Ao fazer isso, não apenas ingerimos mais calorias, como armazenamos mais dessas calorias sob a forma de gorduras. Isso também ocorre, sem dúvida, quando consumimos açúcar da cana e beterraba, em grandes quantidades, mas com o HFCS as alterações no peso corporal têm sido muito mais intensas devido ao maior teor de frutose concentrada no xarope".
O presidente do departamento de endocrinologia da Associação Médica de Minas Gerais, Victor Eurípedes Barbosa, acrescenta que "o excesso de frutose pode ser convertido em um tipo de gordura chamada triglicerídeos que, quando elevada, contribui para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares".
Fernando Aislan, nutricionista funcional, explica que vários estudos apontam os efeitos colaterais pelo consumo excessivo do xarope de milho: esteatose hepática (gordura no fígado), elevação do LDL (mau colesterol), hipertensão, aumento do ácido úrico e ganho de peso.
No Brasil, segundo a assessoria de imprensa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o HFCS é um produto legalizado desde a década de 60, mas é impossível saber em que alimentos ele vem sendo utilizado.
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que controla os produtos de origem animal e bebidas, informa que apenas o xarope de groselha é permitido no país e vem sendo usado em algumas bebidas.
No mundo fast food em que vivemos, fica muito mais fácil comprar comida pronta. Só que esses alimentos preparados longe das nossas cozinhas nem sempre são benéficos à saúde. E, pior, como decifrar as letras miúdas dos rótulos?

A legislação brasileira obriga a indústria a informar com clareza e precisão os ingredientes utilizados no preparo dos alimentos. Já sabemos quanto de sódio, gordura saturada e hidrogenada contém cada item que colocamos em nosso carrinho de compras, mas o mesmo não ocorre com o açúcar.
http://www.otempo.com.br/capa/brasil/alerta-para-o-xarope-de-milho-o-a%C3%A7%C3%BAcar-do-mal-1.365476Parte superior do formulário

terça-feira, 25 de julho de 2017

EXAME DE SANGUE A1C - O que é e para que serve


O que é o EXAME DE SANGUE A1C ?

Esse exame  fornece informações sobre os níveis médios de açúcar no sangue de uma pessoa em um período de dois a três meses. O número é relatado na forma de uma porcentagem. Quanto maior a porcentagem, maiores são os níveis médios de glicose no sangue e maior o risco de diabetes ou complicações relacionadas.
Ele não requer jejum. Pode ser feito em qualquer hora do dia. 
Se o seu A1C for 6.5 %, você provavelmente será diagnosticado com diabetes tipo 2. Se você tem diabetes, você pode reduzir o risco de complicações ao manter seus níveis de A1C abaixo de 7%.
Você pode diminuir seu A1C fazendo pequenas mudanças no seu regime de exercícios, dieta, medicação e estilo de vida geral. Nós sugerimos o tratamento com a Eletroterapia que tem ajudado MUITAS pessoas com Diabetes.
Coma menos gorduras saturadas e coma menos alimentos processados. 
Comer carboidratos "saudáveis" é muito bom para baixar seu A1C. Mas ... importante ver o QUANTO de carboidratos você está comendo ao mesmo tempo. 
Foi comprovado que uma dieta à base de plantas que se concentra mais em gorduras insaturadas é melhor para a gestão de açúcar no sangue e saúde do coração.
Exercícios: Comece com uma caminhada de 20 minutos. Qualquer coisa é melhor do que nada. Levantar-se por dois minutos a cada hora foi mostrado para ajudar a reduzir o risco de diabetes! Simples assim. Levante a cada hora. Faça exercícios ... pode ser dentro de casa. Levantando e abaixando. Esticando e encolhendo suas pernas. Sentada? Mova os pés de um lado para o outro. Movimento os braços, pescoço e solte os ombros ... Muitas são as opções.


 Existem métodos diferentes para a análise da A1c e com isso temos que tomar muito cuidado... Temos que escolher um laboratório que possua métodos confiáveis e que seja certificado pelo NGSP ( National Glycohemoglobin Standardization Program (NGSP)). Foi com o intuito de evitar problemas na interpretação dos níveis de A1C obtidos pelos diversos métodos laboratoriais que esse programa foi criado promovendo assim uma padronização das determinações do teste de A1C.
Em um texto do Jornal Brasileiro de Patologia, achei o seguinte trecho:
"É desejável que os laboratórios utilizem métodos certificados pelo NGSP, e é importante ressaltar que a cromotografia líquida de alta eficiência (HPLC) não é o único método disponível para dosagem da hemoglobina glicada. Vários outros conjuntos diagnósticos que utilizam métodos não-HPLC também são certificados. Os seguintes métodos também foram avaliados pelo NGSP: imunoensaio turbidimétrico, eletroforese, cromatografia de troca iônica e enzimático.
A participação do laboratório em programas de ensaio de proficiência é fundamental para garantir a qualidade do resultado. No Brasil, o Programa de Excelência para Laboratórios Médicos (PELM) da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) oferece um programa específico para avaliação de desempenho em hemoglobina glicada."

domingo, 11 de junho de 2017

MONITORANDO SUA GLICEMIA


Está bem documentado que manter os níveis de glicose no sangue o mais próximo possível do normal pode reduzir o risco de complicações. Já temos conhecimento que o sangue do diabético é bastante ácido e pouco oxigenado e que abre portas para parasitas, fungos, bactérias etc. SUGESTÃO: Ao usar o GFU - ELETROTERAPIA é recomendável observar mais amiúde como está a sua glicemia. Com o uso o comum é ela começar a abaixar e o médico ir diminuindo os medicamentos.

O auto-monitoramento de glicose no sangue permite que você saiba quais são seus níveis de glicose. Saber usar seu medidor, portanto, e poder usá-lo efetivamente são a chave para manter o controle de sua diabetes.

Quando verificar:
O número de vezes que você verifica seu nível de glicose no sangue a cada dia vai depender da orientação que receber do médico que está acompanhando seu tratamento.

Alguns médicos recomendam: antes das refeições, 2 horas após as refeições, na hora de dormir, no meio da noite e antes de dirigir.

Antes das refeições.  Os níveis de glicose no sangue em jejum fornecem informações sobre controle de glicose no sangue durante a noite. O monitoramento antes do almoço e do jantar fornece informações sobre como seu corpo reage ás refeições. Uma forma de saber se está se alimentando de forma correta.

Depois das refeições.  O resultado pós-refeição (cerca de 2 horas após), podem ajudar  a avaliar a quantidade de carboidratos que você come. 

Hora de dormir. Importante por 2 motivos.
1)  verificar  se está em um nível seguro e ajudar a evitar que você tenha uma hipoglicemia  durante a noite. Se estiver baixa vale comer um lanche antes de dormis  para manter seus níveis de glicose no sangue dentro de um intervalo seguro durante a noite.
2) O outro é ver o quão bem o seu plano de tratamento está funcionando durante a noite comparando seu nível de hora de dormir com seu nível de glicemia no jejum na manhã seguinte. 

 Meio da noite. Verificando seu nível de glicose no meio da noite é particularmente útil para usuários de insulina para determinar se os níveis de glicose no sangue são mantidos em um nível razoavelmente seguro durante a noite. Isto é especialmente verdadeiro para aqueles que injetam insulina de ação intermediária ou de ação prolongada no horário de jantar ou à hora de dormir, bem como para usuários de bomba de insulina que desejam avaliar suas taxas basais durante a noite. 

Sintomas. Se você tem sintomas de baixa glicemia (hipoglicemia) ou glicemia alta (hiperglicemia), é sempre melhor verificar seu nível de glicose no sangue para verificar suas suspeitas antes de tomar alguma atitude.

Os sintomas de baixa glicose no sangue incluem fraqueza, tremores, suor, fome, aumento da freqüência cardíaca, dor de cabeça, tonturas e fadiga. 
O tratamento envolve comer ou beber 15 gramas de carboidratos, a quantidade encontrada em 1/2 xícara de suco ou refrigerante regular  ou 5 ou 6 pedaços de doce duro. Se possível, verifique novamente a sua glicemia após 15 minutos, e trate novamente se ainda estiver muito baixo.

O tratamento rápido da hipoglicemia é importante para prevenir convulsões ou perda de consciência. 

É comum  pessoas que tiveram glicemia elevada durante muito tempo experimentam um ou mais dos sintomas de hipoglicemia quando seus níveis de glicose no sangue caem para níveis mais normais. Nesse caso, não é recomendável aumentar a glicose no sangue ao consumir carboidratos. Embora possa ser difícil resistir ao impulso de comer alguma coisa nesta situação, acredita-se que o cérebro se reajuste a níveis mais normais de glicose no sangue - e uma pessoa já não experimentará sintomas de hipoglicemia - se for permitido um tempo adequado.

Muitas pessoas com diabetes e que tem níveis de glicose no sangue mais alto do que o recomendado, não apresentam  sintomas que os alertem para níveis elevados de glicose no sangue.
 É por isso que o monitoramento regular é útil, e é também por isso que é importante monitorar se você possui sintomas de alto nível de glicose no sangue, como micção freqüente, boca seca, sede, visão turva ou fadiga, pois seu nível de glicose no sangue pode estar  muito alto.

Antes ou depois do exercício. O monitoramento da glicemia pode ser benéfico para ajudar você a avaliar os efeitos do exercício e da atividade física em seu controle de glicose no sangue. O exercício pode fazer baixar os níveis de glicose no sangue, durante ou até 24 horas após a atividade.
 Por este motivo, você deve verificar a sua glicemia antes de começar a exercer, bem como imediatamente após a atividade, para se certificar de que não está muito baixo. Além disso, se você tiver sintomas de hipoglicemia - como fome, nervosismo ou tremores - ao exercitar, parar e verificar o nível de glicose no sangue. 

Se, em qualquer uma dessas situações, sua leitura for inferior a 70 mg / dl, você deve tratar de hipoglicemia, aguarde 15 minutos e, em seguida, verifique novamente a sua glicose no sangue.

Os níveis de glicose no sangue que são muito altos também podem tornar a atividade física perigosa. Se a sua glicemia é superior a 300 mg / dl, ou se você tem diabetes tipo 1 e é mais de 250 mg / dl e você tem cetonas na urina, a atividade física pode aumentar o nível de glicose no sangue. Nessas situações, o exercício deve ser evitado.

Antes de dirigir. É importante verificar a sua glicemia antes de dirigir ou operar máquinas para evitar situações que possam se tornar perigosas caso ocorra a hipoglicemia.

A manutenção de registros é uma parte importante no processo de monitoramento da glicemia. 


sábado, 15 de abril de 2017

RESISTÊNCIA A INSULINA - Toxemia intestinal - O que pode agravar o Diabetes

O que pode agravar o diabetes ?
Stress: Todo o estresse desencadeia a adrenalina e noradrenalina e o cortisol, todos eles hiperglicêmicos,
O  cortisol  e os tratamentos prolongados com corticosteroides também apresentam o efeito secundário de hiperglicemia e a resistência à insulina,
O dormir menos de oito horas,

Esportes extenuantes também são considerados estressantes. 

ALIMENTAÇÃO
Cada um é um, alguns indivíduos  não tem facilidade para metabolizar grandes quantidades de hidratos de carbono a longo prazo, sem desenvolver problemas de saúde.

A dieta atual no mundo industrializado, cheio de amido e açúcar força muito o pâncreas que vai se cansando e se desequilibrando.

Várias  tribos indígenas da América do Norte, com esses novos hábitos alimentares das sociedades industriais estão adquirindo diabetes e obesidade. Chama a atenção impressionante  os índios O'odham Tohono de Arizona - tribo onde mais de 40% dos membros têm diabetes, Há quarenta anos atrás isso não acontecia.

Foco no metabolismo de proteínas: a ingestão de proteínas também estimula secreção de insulina e a ingestão excessiva de proteínas também tem ligação com a resistência a insulina.
• As gorduras trans e óleos vegetais de girassol, de soja, de açafrão, etc. promovem  inflamação e a resistência à insulina. Vale repensar no uso e perceber como esses itens estão presentes no nosso dia a dia. Vale ler os rótulos.

• As gorduras trans e óleos vegetais de girassol, de soja, etc. promovem  inflamação e a resistência à insulina. Vale repensar no uso e perceber como esses itens estão presentes no nosso dia a dia. Vale ler os rótulos.

A acidose crônica latente: mais de 70 anos conhecida pela acidez sanguínea o que piora a absorção da glucose  pelos tecidos (Pende 1936).

As deficiências de vitaminas e oligo elementos: há uma grande quantidade de evidências que mostram claramente que a deficiência de zinco,Magnésio e cromo são um denominador comum em todos os diabéticos. Com a suplementação nesses nutrientes a melhora é significativa.
 SKRILL - MAIS SOBRE EM: 

MAGNOVITAL - MAIS SOBRE EM:

Toxemia intestinal: A medicina biológica nos mostra a causa da maioria das doenças que afligem a humanidade são ocasionadas pela deficiência da  função correta da digestão.

Quando o Intestino delgado está sem sua camada de proteção com um excesso de patogênicos, com disbiose, putrefação dos alimentos ... O que significa tudo isso? Isso significa que são gerados numerosas toxinas, entre entre elas o lipopolissacárideo - L (LPS)  estes tóxicos  atravessam a mucosa intestinal e entram na corrente sanguínea afetando o funcionamento de todos os órgãos incluindo o pâncreas.



E a FRUTOSE  ??
O consumo de mais de 20 a 30 gramas por dia pode ajudar a aumentar o triglicérides, pressão arterial e ácido úrico, bem como acentuam a geração de resistência à insulina e o stress oxidativo. Os produtos adoçados com frutose, apesar das propagandas, têm inúmeros efeitos colaterais e agravam a resistência à insulina.

Mesmo o stevia e xilitol ou açúcar de bétula usar com moderação.

Suplementos: Vale ressaltar aqui que não vivenciei o uso desses suplementos e deixo aqui a sugestão de consultar um profissional capacitado a prescrever as doses corretas.

Vitamina B2 (300 mg.): 1 cápsula de pequeno-almoço, porque ajuda a eliminar metanol.

Coenzima Q10 (30 mg.): 2 cápsulas ao pequeno-almoço, almoço e jantar, para estimular a síntese e secreção de insulina.

Arginina (300 mg.): 1 cápsula meio da manhã com o estômago vazio,também para ajudar na excreção de metanol.

Picolinato de cromo (200 mcg): 1 no almoço e 1 no jantar. O cromo é essencial para ajudar a insulina nas células.

Manganês (10 mg.): 1 na hora da refeição.

Ácido tióctico (350 mg.): 1 cápsula por dia na refeição.O ácido thioctic aumenta a sensibilidade à insulina, bem como ajudar a excretar metais pesados nas células.

MSM (50 mg.): 1 cápsula no café da manhã, almoço e jantar. Ela nos ajuda a remover metais a partir do meio extracelular.

Complexo B: 1 cápsula no café da manhã. Reduz o risco de retinopatia diabética.